Faltas Injustificadas no Trabalho: Saiba Quando Pode Ser Considerado Abandono de Emprego

faltas injustificadas
18/12/23

Faltas injustificadas no trabalho são eventos que podem afetar não apenas a rotina do colaborador, mas também ter sérias implicações legais. Confira a seguir!

Uma falta injustificada ocorre quando um colaborador não comparece ao trabalho e não apresenta uma justificativa válida conforme previsto em lei. Em outras palavras, o funcionário não consegue comprovar, por meio de documentação adequada, o motivo de sua ausência. No momento em que ocorre uma falta injustificada, o empregador geralmente tem o direito legal de efetuar descontos na folha de pagamento.

É essencial ressaltar que a política específica da empresa em relação a essas faltas pode variar. Em alguns casos, mesmo que a falta seja injustificada, o gestor pode decidir não efetuar descontos, dependendo das circunstâncias e da comunicação transparente entre o colaborador e a empresa.

A Relação com o Absenteísmo

Faltas injustificadas frequentes podem levar a uma situação de absenteísmo. O absenteísmo ocorre quando um colaborador apresenta faltas prolongadas e repetidas. Esse comportamento pode impactar negativamente não apenas na produtividade individual, mas também no clima organizacional como um todo.

O Que Diz a CLT sobre Faltas Injustificadas?

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) estabelece diretrizes claras sobre faltas injustificadas. O Artigo 6º da Lei nº 605/49 afirma: "Não será devida a remuneração quando, sem motivo justificado, o empregado não tiver trabalhado durante toda a semana anterior, cumprindo integralmente o seu horário de trabalho."

É crucial que tanto empregadores quanto empregados estejam cientes dessas disposições legais para evitar complicações futuras.

Faltas Justificadas e Artigo 473 da CLT

A CLT também reconhece situações em que as faltas são consideradas justificadas. O Artigo 473 lista circunstâncias em que o colaborador não deve ter desconto em seu salário, como falecimento de parentes, casamento, nascimento de filho, doação de sangue, entre outros. Contudo, é fundamental observar os limites de dias e as regras específicas para cada situação, conforme a legislação e convenções coletivas.

Quantas Faltas Injustificadas São Toleráveis?

Não há um número específico de faltas injustificadas toleráveis, pois isso pode variar de acordo com as políticas e tolerância da empresa. Entretanto, é importante destacar que faltas injustificadas podem prejudicar a reputação e o avanço na carreira do colaborador.

A comunicação eficiente é fundamental nesses casos. Se um imprevisto ocorrer, é essencial que o funcionário comunique a empresa adequadamente, apresentando documentos válidos quando possível.

Como Justificar Faltas?

Para justificar uma falta, o colaborador deve apresentar um documento que comprove o motivo de sua ausência. Isso geralmente é feito por meio de atestados médicos, declarações de comparecimento ou outros documentos aceitos pela empresa. A comunicação transparente com o gestor e o setor de Recursos Humanos é crucial nesses casos.

Desconto por Falta e Cálculos

Faltas injustificadas podem levar a descontos no salário e no Descanso Semanal Remunerado (DSR). O cálculo para desconto no salário envolve a determinação do valor diário do salário e a multiplicação pelo número de faltas. Já o desconto no DSR é geralmente proporcional ao valor diário do salário.

Consequências Graves: Demissão por Justa Causa

Sim, faltas injustificadas podem levar à demissão. Em casos graves, a demissão por justa causa é uma possibilidade. O Artigo 482 da CLT menciona a desídia como um motivo para justa causa, e faltas injustificadas frequentes podem ser enquadradas nesse contexto.

Estratégias de RH para Lidar com Faltas Injustificadas

Para evitar faltas contínuas, é crucial compreender as causas subjacentes. Incentivar um ambiente de trabalho saudável, fornecer feedback construtivo e adotar sistemas de controle de ponto eficientes são algumas estratégias. Advertências verbais e escritas podem ser utilizadas antes de considerar medidas mais severas, como a suspensão do colaborador.

Conclusão

Entender as nuances das faltas injustificadas no trabalho é vital para ambas as partes envolvidas. Colaboradores precisam compreender as obrigações contratuais e seguir os procedimentos adequados para justificar ausências. Empregadores, por sua vez, devem estabelecer políticas claras, comunicar expectativas e adotar medidas progressivas para lidar com faltas frequentes. O diálogo aberto e transparente entre ambas as partes é fundamental para garantir um ambiente de trabalho saudável e produtivo.

Obrigado pela leitura do blog do Ponto Soft!

Conheça mais sobre como o Ponto Soft pode transformar seu controle de ponto e leve sua gestão de recursos humanos para o próximo nível. Simples, seguro e flexível - uma escolha inteligente para o futuro dos negócios.

Clique aqui e saiba mais

Confira outros artigos

REP-P

As Vantagens do REP-P: 6 Razões para Adotar Este Sistema Moderno de Controle de Ponto

Continuar Lendo
Inteligência Artificial no RH

A Revolução da Inteligência Artificial no Setor de Recursos Humanos

Continuar Lendo
Controle de Ponto no Home Office

Controle de Ponto no Home Office: Normas e Funcionamento

Continuar Lendo
A Insoft4

A Insoft4 está há mais de 20 anos desenvolvendo soluções completas para controle de ponto eletrônico e acesso para empresas de todos os portes e segmentos do mercado.

Conheça o blog da Insoft4

Sejam indústrias, hospitais, universidades, redes de varejo e muito mais, a Insoft4 tem o produto ideal para facilitar as tarefas de RH e garantir mais segurança e simplicidade para as rotinas de acesso de cada negócio.

Movida pelos objetivos de inovar e crescer, a empresa sempre priorizou ter em sua
equipe profissionais especialistas e em constante atualização de conhecimentos.

Disponibilizamos não apenas produtos de excelente qualidade, mas também um serviço completo em todos os sentidos para os clientes.

Ilustração de relógio
Receba nossas novidades
OK - Email cadastrado!
Oops! Algo está errado.